JK8i83R

Fazer um seguro de carro deixa você prevenido caso se envolva em um acidente e tenha que pagar o conserto, não só do seu veículo, mas também de outros motoristas e em caso de roubo você também fica com a garantia de rever o valor do seu carro furtado em espécie. Para essa proteção ser eficiente, você deve escolher um seguro que tenha todas as coberturas que você precisa. Como fazer essa escolha? Peça cotações em seguradoras diferentes. Este é o passo mais importante, principalmente porque o valor costuma mudar entre as empresas, então muito cuidado nessa hora.

A onde Cotar o Seguro?

Essa é uma dúvida muito comum na hora de procurar uma seguradora confiável. Por este motivos, fizemos uma lista com as melhores seguradoras de veículos do Brasil, baseando a lista no número de clientes e no índice de reclamações recebidas e resolvidas no reclame aqui. Você pode conferir a lista clicando aqui.

Perguntas que Você Deve Fazer

Para evitar futuros problemas, após você cotar o seguro, você receberá propostas das seguradoras e abaixo vamos mostrar algumas perguntas importantes que você precisa saber as respostas a respeito de cada uma delas antes de tomar sua decisão…

1. Qual o valor da franquia? A franquia é a taxa que a seguradora cobra para arrumar o seu carro. Ou seja, se você bater o veículo e quiser acionar o seguro para fazer o conserto, você terá que pagar esse valor para a seguradora. Por isso, sempre pergunte qual será a franquia em cada proposta e veja se ele está dentro do que você espera pagar quando precisar acionar o seguro.

2. A franquia é normal ou reduzida? Quando a franquia é reduzida você paga menos para acionar a seguradora, mas o valor do seguro (ou prêmio) é maior. No caso da franquia normal, você paga mais barato no seguro e gasta mais se precisar usá-lo. O ideal é comparar os preços de propostas com o mesmo tipo de franquia para saber qual tem o melhor preço.

3. Qual o tipo de indenização para perda total ou roubo do veículo? Nessas situações, alguns seguros pagam o valor do carro no mercado usando a tabela Fipe, outros têm um preço estipulado antes em contrato. O mais comum é fazer o pagamento de acordo com o valor do carro naquele momento, mas antes de assinar o contrato confira com seu corretor qual a escolha da empresa.

4. O seguro cobre incêndios, enchentes e outros desastres naturais? Por exemplo, a cobertura contra enchentes é um item adicional no seguro. Se você precisa dela, deve informar o corretor e cotar o preço com esse serviço adicionado.

5. O seguro cobre danos a terceiros? A maioria dos seguros também oferece esse serviço, mas ele é um item adicional. Com essa cobertura, a seguradora paga os danos que você pode causar em outros veículos no caso de uma batida. Vale a pena incluir esta opção na proposta.

6. O que o seguro não cobre? Os serviços que não serão cobertos estão no item ‘exclusão’ do contrato. Por exemplo, alguns não pagam a indenização se o motorista que provocou o acidente tiver menos de 21 anos. Pergunte ao corretor tudo que não está na cobertura da proposta para comparar com outros seguros e não ser pego de surpresa.

7. A seguradora instala o rastreador? Na maioria dos casos essa instalação é gratuita, mas nem sempre o corretor vai contar isso. Se este serviço existir, saiba que você deverá instalar o rastreador. Ele costuma diminuir o valor do seguro porque fica mais fácil de a empresa localizar o carro se ele for roubado. DICA: Lembre de desinstalar o rastreador quando for vender o carro ou você pagará uma taxa por isso.

8. O corretor é Pessoa Jurídica? Normalmente, o corretor Pessoa Jurídica (empresa) possui condições mais favoráveis para atendê-lo, como tarifas melhores.

9. Preciso ser sincero no formulário? O preço do seguro muda de acordo com o perfil do cliente. Informações incorretas ou incompletas podem trazer problemas na hora de pagar o sinistro. A seguradora pode usar as divergências nas informações passadas para justificar o não pagamento. Por outro lado, o preço de seu seguro Auto pode diminuir se você fornecer dados corretos sobre sua realidade, como estar em união estável há mais de 2 anos.

10. Você pode pagar? Assegure-se de que conseguirá pagar seu seguro Auto. No caso de inadimplência, a seguradora pode cancelar sua cobertura. Por isso, faça um balanço entre as coberturas e serviços que necessita, e quanto poderá pagar.

Então, é isso pessoal. Espero que tenham gostado, qualquer dúvida eu estou a disposição nos comentários!